A ORDEM DO TEMPLO NO PASSADO

A Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão foi fundada em Jerusalém, no ano de 1118, por Hugues de Payens e Geoffroy de Saint-Omer, dois cavaleiros cristãos, e tinha por principal função proteger os fiéis em peregrinação à Terra Santa.

Com o passar do tempo, os Templários passaram de uma milícia no Oriente a uma organização cultural de grande envergadura no Ocidente. Contribuíram amplamente para o desenvolvimento da civilização, e foram, notadamente, criadores de sistemas sociais, econômicos e culturais, que se tornaram valores permanentes na vida do homem. Em nossos dias, esses sistemas são sempre utilizados, sem que se saiba que eles se devem aos Templários.

Os Templários interessaram-se também pelas grandes tradições humanas. O fruto de suas pesquisas e seus trabalhos não tornou-se jamais objeto de um ensinamento escrito ou oral, que teria sido ministrado aos cavaleiros em seu conjunto. Mas essas pesquisas tornaram-se objeto de trocas de pontos de vista e de exposições livres, quando de reuniões especiais que congregavam aqueles que estivessem interessados e a ela associados.

Após duzentos anos de vida pública, a Ordem do Templo foi dispersada pelas autoridades da época, em virtude da intolerância então vigente. Ainda assim, a Ordem jamais foi destruída, e perpetuou-se através dos séculos, por meio de manifestações específicas.

A OSTI é uma manifestação da sobrevivência do ideal templário. Fundada em 1988, ela tem como objetivo principal fazer viver e perpetuar - com os meios de nossa época e ao serviço dos homens de hoje - uma acepção particular das coisas, que constitui toda a riqueza e a exemplaridade da tradição templária.

A OSTI não efetiva filiações imediatas. Mas aceita examinar de boa vontade as candidaturas que a ela sejam eventualmente propostas.
Para maiores informações, por favor, escreva a:

_______________________________________________________________________________________________
Ordem Soberana do Templo Iniciático-OSTI
Caixa Postal 62615
22252-970 - Rio de Janeiro - RJ
ou pelo E-mail:
ostigc@ostibr.org.br

Voltar à página principal